Para encerrar a exposição Lugares do Delírio no Sesc Pompeia, nos dias 27 e 28/06, teremos uma programação voltada ao tema da arte e suas relações com a loucura. Serão quatro mesas de debate que servirão como plataforma de encontro para que profissionais de instituições psiquiátricas e artísticas possam propor, discutir e criar novos modelos de trabalho entrecruzando suas áreas de atuação. Na mesa A arte, as bordas…e o fora. As tentativas de Fernand Deligny, estarão Mariana LouverMaria Alice Poppe Marlon Miguel. Mediação: Tânia Rivera.

Local: Espaço da Convivência.

Mariana Louver Mendes é terapeuta ocupacional, mestre pelo Programa Interunidades em Estética e História da Arte do MAC/USP, professora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Atua na área da saúde mental, álcool e outras drogas, e em projetos na interface das artes e da cultura com o campo social e da saúde.

Maria Alice Poppe é bailarina e professora formada em balé clássico, dança moderna e contemporânea e graduada em Licenciatura Plena em Dança pela Faculdade Angel Vianna.

Marlon Miguel Marlon Miguel é doutor em Artes Plásticas e filosofia pela Université Paris 8 VincennesSaint-Denis,
com cotutela com a UFRJ.

Tânia Rivera. Doutora em Psicologia pela Université Catholique de Louvain, Bélgica, realizou Pós-Doutorado em Linguagens Visuais na Escola de Belas-Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É ensaísta, psicanalista e professora do Departamento de Arte e da Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da Universidade Federal Fluminense (UFF).

 

https://www.sescsp.org.br/programacao/157102_A+ARTE+AS+BORDASE+O+FORA+AS+TENTATIVAS+DE+FERNAND+DELIGNY

A arte, as bordas…e o fora. As tentativas de Fernand Deligny – Mesa redonda no SESC Pompeia